Homossexualidade – psicólogos podem realizar terapia para a “cura”?

Recentemente, o juiz da 14ª Vara Federal do Distrito Federal, Waldemar Claudio de Carvalho, autorizou que psicólogos ofereçam terapias de reversão sexual – popularmente conhecidas como “cura gay” – a pacientes que não aceitem a própria orientação sexual e procurem o tratamento “voluntariamente”. É uma decisão que vem disfarçada de livre arbítrio, mas que na verdade só oferece uma visão distorcida, tanto do papel do psicólogo quanto do conceito de orientação sexual. É importante ressaltar que psicólogos compreendem melhor do que ninguém a importância da saúde mental na vida de um indivíduo para saber que todos, sem distinção, têm direito ao atendimento, tratamento e terapia adequados. O que não podemos é apoiar decisões que, além de interferir no exercício da nossa profissão, destila preconceito ao oferecer tratamento para algo que não é doença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Scroll Up